Escolhas para um jantar entre amigos

Muito recentemente recebi em casa um grupo de amigos para um jantar, que não sendo muito exigenntes, são bons apreciadores e por isso não os quis desiludir. Ao mesmo tempo quis dar a conhecer vinhos que provavelemte não conheciam e que fossem representativos de diferentes zonas do país. Sem querer ser muito pretensioso na escolha dos vinhos, optei por um conjunto de 4 vinhos sem grande complexidade mas que ao mesmo tempo pudessem ser agradáveis a vários tipos de paladar.

A primeira escolha recaiu sobre um Monte Vilar Reserva 2008. Produzido pela Casa Santa Vitória a partir das castas Aragonez, Touriga Nacional e Trincadeira, estagiou 9 meses em barrica. Numa primeira impressão revelou-se um vinho muito equilibrado, fresco e muito suave, que agradou muito ao paladar de todos os presentes. Infelizmente os vinhos Monte Vilar não são fáceis de encontrar no mercado, mas podem encontra-lo na Enoteca, a um preço que considero bastante adequado à qualidade do vinho. Sem dúvida uma boa uma compra para a garrafeira.

De seguida um Trincadeira 2006 da Casa Ermelinda Freitas, elogiado por todos os presentes como um excelente vinho. Estagiou 8 meses em meias pipas de carvalho americano e francês, revelando aroma a lembrar fruta preta muito madura e alguma especiaria, com um final persistente e agradável. Sendo duvida um excelente representante da casta Trincadeira. Podem encontrar este vinho em qualquer grande superficie ou loja da especialidade a um preço que ronda os 8,5/9 euros, o que na minha opinião esta ligeiramente inflacionado, face a outras opções no mercado para a mesma gama de preço.

A terceira escolha da noite recaiu, e esta para acompanhar o jantar, sobre um Quinta dos Roques 2009. Um Dão produzido pela mesma casa que dá nome ao vinho a partir das castas Touriga Nacional, Jaen e Alfrocheiro. Bastante fresco e ainda um pouco jovem, revela aroma e sabor bastante frutado. É apontado com um vinho com bom potencial de guarda e que irá evoluir certamente em garrafa nos proximos anos. Boa relação preço qualidade, cerca de 7 a 8 euros, e pode ser encontrado em lojas da especialidade (Ex.: Garrafeira Nacional). Um belo representante dos bons vinhos do Dão que se revela um boa compra para a garrafeira.

Por último um Guarda Rios 2008, um vinho já bem conhecido e com provas dadas. Proveniente do Ribatejo, é produzido por Vale D'Algares a partir da castas Syrah, Touriga Nacional e Merlot e estagia 9 meses em barrica. Muito fresco e com toques de pimenta e alguma fruta, já apresenta algum sedimento. O preço ronda os 9 euros o que se constitui uma gama de preço exigente e que no caso deste vinho está um pouco inflacionado (felizmente na Garrafeira do Corte Ingles pode ser encontrado a 5,75€), e pode ser facilmente encontrado em lojas das especialidade ou grandes superfícies.

1 comentário:

UA-64594990-1