(Crítica Enogastronómica) Casa da Dízima - Paço de Arcos

O Restaurante
Situado em Paço d’Arcos, junto à marginal, este restaurante inaugurado em Maio de 2003 fica num bonito edifício antigo, que mantém a traça original do séc. XV, após recuperação. O espaço é acolhedor, confortável, com música ambiente no volume ideal para a confraternização, iluminação acertada e um serviço de mesa atencioso sempre muito eficiente, educado e sorridente. A empatia é imediata, e prenuncia uma experiência de excepção. Um lugar a visitar para quem não conhece, e que fica na lista de visitas regulares para todos os que o visitam pela primeira vez.

A Comida
A refeição iniciou-se com umas fatias de pão saboroso para embeber em azeite do Esporão, que começou da melhor forma esta noite. Seguiu-se na entrada um Estaladiço de Queijo de Cabra, com Mel, Frutos Secos e Compota de Pimento Vermelho Confitado, muito crocante e equilibrado, que antecipou a refeição principal.

No prato de peixe, os Filetes de Peixe-Galo com Risotto de Lima e Rouet de Courgette mostraram um conjunto descomplicado, com a textura do peixe bem conseguida envolto num polme seco, e o risotto bem cremoso com a sugestão ácida do citrino bem presente, tudo secundado pelo rouet a compor o quadro geral.

No prato de carne (a estrela da noite), Medalhões de Javali Mimados com Trouxa de Chévre, Espinafres e Tomate, Puré de Maçã e Molho Frio de Uva Moscatel. Que conjunto! O ponto menos forte do prato, a textura ligeiramente seca do javali, que passou apenas ligeiramente do ponto, o suficiente para não manter todos os sucos. À parte este pormenor, o resto é uma obra-prima de equilíbrio, requinte e sabor, com a trouxa muito crocante a envolver uma fina camada de chévre perfeitamente integrado nos espinafres e no tomate. A textura aveludada do puré de maçã impressiona os sentidos, e o molho frio de uva moscatel completa o prato com um golpe de doçura ligeira, um momento para recordar altamente aconselhável.

Para sobremesa, o Soufflé de Chocolate em Espuma de Menta revelou um petit gâteaux de chocolate amargo bem conseguido, com excelente textura a ligar bem com a espuma, embora o prato ficasse a ganhar com um creme mais consistente e com o sabor da menta mais presente. O Pão-de-Ló com Espuma de Ovos-Moles e Praliné também foi bem conseguido, mas a textura do pão-de-ló podia ser menos densa, tratando-se apesar disso de um conjunto saboroso e com os apontamentos crocantes do praliné a subirem o nível de forma quase imperceptível.

Os Vinhos
Para acompanhar a entrada e os pratos principais, foi seleccionado um vinho que se pretendia com algum corpo, elegância, acidez ligeira e densidade, de modo a harmonizar com a entrada e o peixe, e que pudesse simultaneamente  suportar os mimos de javali. A escolha recaiu num Filipa Pato Bical e Arinto 2010 (15 €), que se revelou bastante adequado. Um branco bairradino proveniente de solos calcários, de bela cor amarelo-palha brilhante, sugestões tropicais no aroma, como pêssego, alguma lima, a antecederem um corpo mediano de traço cítrico limonado na boca, num final equilibrado e suave de bom comprimento pleno de notas minerais, a mostrar boa amplitude gastronómica. Para a sobremesa, a seleccionou-se um copo de Moscatel de Setúbal 1999 Selecção Privada de Domingos Soares Franco, da José Maria da Fonseca, de cor dourada ambarina, perfumado de laranja em compota, algumas flores silvestres, mel e resinas, concentrado no sabor de grande presença na boca, com a laranja cristalizada bem delicada e elegante, a terminar num final longo e personalizado, que satisfez por completo os últimos momentos da refeição.

A carta de vinhos está muito bem conseguida, com  uma oferta de vinho a copo de enaltecer e aplaudir, na sua diversificação e adequação nos preços. Referências divididas por região e estilo, sempre com os anos de colheita e uma nota de prova, tudo orientado para facilitar as escolhas dos clientes. A representatividade da regiões é uma realidade, com a selecção a denotar conhecimento e um óptimo trabalho de pesquisa e actualização. De realçar ainda o cuidado patente na própria ementa de sugerir um vinho a copo para cada sobremesa, com os respectivos preços, ficando depois ao critério do visitante a escolha final. Para qualquer enófilo esta carta é uma mais-valia clara, que vale por si só uma visita. A não perder!

Sem comentários:

Enviar um comentário

UA-64594990-1