Há um ano foi assim | Aniversário


Como muitos enófilos, uma ocasião especial é uma oportunidade para finalmente saborear alguns néctares de eleição que repousam pacientemente na garrafeira. No meu aniversário, apresentou-se o Contacto 2009, um alvarinho de Anselmo Mendes que se mostrou com grande elegância nos aromas intensos, mineralidade bem vincada e um final de boa persistência que iniciou da melhor forma a noite festiva. De seguida, dois tintos de características distintas: um Palácio da Bacalhôa 2005, que surpreendeu pela elegância com que se apresentou na mesa, com notas florais delicadas e leves sugestões de menta num  nariz tão complexo quanto expressivo. Na boca um corpo envolvente, volumoso, pleno de taninos acetinados a evidenciarem os frutos vermelhos com paixão, um final longuíssimo, extraordinário! 
De seguida foi a vez do S de Soberanas 2004 que sem surpresas, confirmou os predicados já conhecidos, com aromas frescos a fruta negra macerada, algumas notas de chocolate amargo, taninos robustos, grande presença, estrutura, textura e músculo numa expressão de comprimento invejável. Para finalizar a noite, surgiu um Kompassus Blanc de Noirs 2008, um espumante bairradino obtido a partir de um lote de Touriga Nacional, Baga e Arinto, que se apresentou no copo com cor ligeiramente rosada e boa densidade, embora com a bolha pouco presente. Aromaticamente revelou-se elegante, com sugestões de framboesa, tosta e algumas notas leves de manteiga fresca, enquanto que na boca apresentou uma volume mediano a confirmar alguma falta de nervo, embora o traço de acidez lhe dê um comprimento interessante. E assim chegou o final da noite, com um sorriso nos lábios após este enriquecedor exercício para um enófilo confesso!


Sem comentários:

Enviar um comentário

UA-64594990-1