Centro de Arte Quetzal - Drawing Africa on the Map

A Quinta do Quetzal é um produtor de vinhos singular em Portugal, que procura aliar a temática dos vinhos a uma intrínseca ligação ao mundo da arte, nomeadamente à arte contemporânea. Existe mais um ou outro caso similar no país, com destaque para o Aliança Underground Museum em Sangalhos (grupo Bacalhôa Vinhos de Portugal) ou a Quinta dos Vales em Estômbar (concelho de Lagoa, no Algarve).

A Quinta do Quetzal situa-se em Vila de Frades, Vidigueira, sensivelmente a meio caminho entre as duas “capitais” alentejanas, Évora e Beja. No complexo da quinta, para além do Centro de Arte podemos encontrar ainda a loja, o restaurante e a indispensável adega.

No passado dia 20 de Maio fui convidado para assistir à inauguração da exposição Drawing Africa on the Map, que se inseriu no festival Evor’Africa, num programa bem conseguido e completo. A exposição está neste momento aberta ao público e conta com trabalhos de artistas reconhecidos como Marlene Dumas, William Kentridge, Moshekwa Langa, Gareth Nyandoro e Bahia Shehab. Dos trabalhos em exibição, destaco a apresentação individual de Nyandoro Ku4 (que significa Zona Urbana de Ruwe), os filmes Ten Drawings for Projection de Kentridge, o mural tipográfico Mil vezes não de Shehab e um dos trabalhos que mais me impressionou, o desenho intitulado Rene, de Dumas.

Para finalizar, e como não poderia deixar de ser, segue uma breve nota para os vinhos que provei durante o almoço (diversificado e inspirado por raízes locais e africanas) preparado para o grupo de visitantes. Em primeiro lugar, o Guadalupe Branco 2016 (16 pontos), expressivo e delicado aromaticamente, assente em ricas notas tropicias e exibindo uma frescura evidente na prova de boca, muito bem. Depois, o Guadalupe Tinto 2016 (15,5 pontos), aromaticamente sedutor nas sugestões de frutos vermelhos como cerejas, enquanto na boca se apresenta redondo e atrativo. Ambos os Guadalupe me surpreenderam pela qualidade que oferecem a preços bastante ponderados. A equipa de enologia está de parabéns.

Resta-me agradecer o honroso convite para a participação do Copo Meio Cheio neste distinto evento, que comprovou a forma diferente como este produtor se movimenta no panorama da produção de vinhos na região do Alentejo. Que o bom trabalho continue!

1. Quinta do Quetzal - Adega

2. No, a Thousand Times No (Bahia Shehab)
3. Acesso à exposição "Drawing Africa on the Map"
4. Obra "Rene" (Marlene Dumas)
5. Obra "Ku4" (Gareth Nyandoro)


6. Paisagem magnífica da Quinta do Quetzal

7. A varanda do restaurante - vista exterior

8. Vista interior do restaurante

9. Algumas das iguarias servidas para a abertura da exposição

Sem comentários:

Enviar um comentário

UA-64594990-1