Três Bagos: apresentação das novas colheitas

A gama de vinhos Três Bagos pertence à Lavradores de Feitoria, um projeto único e que resulta da união de 15 produtores, proprietários de 18 quintas distribuídas por três sub-regiões do Douro (Baixo Corgo, Cima Corgo e Douro Superior) e que no total somam mais de a 600 hectares de vinha.
 
À prova estiveram as novas colheitas do Três Bagos Branco 2015 (Viosinho Gouveio e Rabigato), Três Bagos Sauvignon Blanc 2015, Três Bagos Reserva Tinto 2011 (Tinta Roriz, Touriga Nacional e Touriga Franca), Três Bagos Grande Escolha 2011 (Vinhas Velhas), e também o Três Bagos Grande Escolha Estágio Prolongado 2005 (Vinhas Velhas).
 
Nos brancos nota comum para a frescura, o equilíbrio e boa integração da madeira. São vinhos versáteis, tanto para a mesa como para beber a solo, e com uma boa relação preço qualidade (cerca de 6,5€ para o Branco e cerca de 9-10€ para o Sauvignon Blanc).
 
Nos tintos nota comum para a exuberância e para o carácter frutado. O Reserva Tinto apresenta um registo mais fresco e com uma boa relação preço/qualidade (cerca de 9-10€). Os Grande Escolha estão num patamar diferente, vinhos complexos, ricos, intensos e que ganham muito com o tempo em garrafa. Destaque para o Três Bagos Grande Escolha 2011, um vinho enorme e com grande potencial de evolução.
 




Mais informações em http://www.lavradoresdefeitoria.pt/pt/

Sem comentários:

Enviar um comentário

UA-64594990-1